IMG0857.JPG

News

Iluminando o mundo

Published on 11 April 2020

Nosso professor e guia, o Onisciente, sempre nos disse que todas as coisas compostas são impermanentes e nunca satisfatórias.
Ele nos ensinou que nossa vida é como uma bolha, uma estrela cadente, um sonho, uma miragem. E ainda assim, nosso hábito de negação é tão forte que, mesmo hoje quando o mundo é posto de joelhos pelo COVID-19, nós ainda não conseguimos abandonar nosso desejo de que a "vida" volte à rotina de sempre.
Tão grande é a compaixão do Tathagata que, nos oferecendo consolo mesmo nesta existência onírica e ilusória, nos apontou o caminho mais profundo e formidável no qual podemos tomar refúgio, tendo o Sugata como nosso guia e a sangha como nossa comunidade.
Enquanto nós, os seres, tivermos mérito para vestir a coroa e habitar este castelo das Três Joias, todo túnel terá luz.
E assim, nas Três Joias mais veneráveis, nós tomamos refúgio e oferecemos nossa mais preciosa e amada posse - nossa mente que sempre ilumina. Nós também oferecemos tudo o que brilha e ilumina - desde os poderosos sol e lua até a menor partícula de pó. E, dessa forma, nós oferecemos aqui também nossas luzes fabricadas para iluminar o sagrado Templo Mahabodhi em Bodhgaya.
Neste tempo obscuro e sombrio, eu quero agradecer a todos os que têm oferecido tempo, dinheiro, ideias, regozijo e bons votos para este projeto de iluminação de Mahabodhi, que está bem encaminhado e será concretizado em breve.
Eu não tenho a menor dúvida de que em breve celebraremos a superação da atual escuridão estando juntos num futuro próximo sob a Árvore Bodhi, onde os quatro poderosos realizaram a verdade, onde 996 ainda realizarão a verdade e onde nós - aqueles que estão conectados a essa árvore - também realizarão a verdade acima dessa mesma vajrasana.
Dzongsar Khyentse Rinpoche 
11 de abril del 2020
Bir, Índia
[Imagem: New lighting at the Mahabodhi Temple]

Nosso professor e guia, o Onisciente, sempre nos disse que todas as coisas compostas são impermanentes e nunca satisfatórias.

Ele nos ensinou que nossa vida é como uma bolha, uma estrela cadente, um sonho, uma miragem. E ainda assim, nosso hábito de negação é tão forte que, mesmo hoje quando o mundo é posto de joelhos pelo COVID-19, nós ainda não conseguimos abandonar nosso desejo de que a "vida" volte à rotina de sempre.

Tão grande é a compaixão do Tathagata que, nos oferecendo consolo mesmo nesta existência onírica e ilusória, nos apontou o caminho mais profundo e formidável no qual podemos tomar refúgio, tendo o Sugata como nosso guia e a sangha como nossa comunidade.

Enquanto nós, os seres, tivermos mérito para vestir a coroa e habitar este castelo das Três Joias, todo túnel terá luz.

E assim, nas Três Joias mais veneráveis, nós tomamos refúgio e oferecemos nossa mais preciosa e amada posse - nossa mente que sempre ilumina. Nós também oferecemos tudo o que brilha e ilumina - desde os poderosos sol e lua até a menor partícula de pó. E, dessa forma, nós oferecemos aqui também nossas luzes fabricadas para iluminar o sagrado Templo Mahabodhi em Bodhgaya.

Neste tempo obscuro e sombrio, eu quero agradecer a todos os que têm oferecido tempo, dinheiro, ideias, regozijo e bons votos para este projeto de iluminação de Mahabodhi, que está bem encaminhado e será concretizado em breve.

Eu não tenho a menor dúvida de que em breve celebraremos a superação da atual escuridão estando juntos num futuro próximo sob a Árvore Bodhi, onde os quatro poderosos realizaram a verdade, onde 996 ainda realizarão a verdade e onde nós - aqueles que estão conectados a essa árvore - também realizarão a verdade acima dessa mesma vajrasana.

Dzongsar Khyentse Rinpoche 
11 de abril del 2020
Bir, Índia

[Imagem: New lighting at the Mahabodhi Temple]